É fogo

FogoBasta que caia a umidade relativa do ar que logo surgem os focos de incêndio por todas as partes da cidade. A receita é quase sempre a mesma: vegetação seca, lixo e gente, algumas vezes gente sem informação, outras gente criminosa. Os arredores da cidade e a zona rural são as localidades mais afetadas pelas queimadas. Algumas vezes o fogo é estratégia de manejo do solo, porém não é raro que esse fogo fuja ao controle. O perímetro urbano, por sua vez, tem cada vez mais experimentado essa realidade. A mata remanescente entre os bairros do Rosário e São José é um dos locais onde o fogo tem sido recorrente nos últimos anos. No último sábado (23/8) um grande incêndio devastou a vegetação próxima ao trevo da cidade (sentido Barbacena) e outro incêndio acabou com a mata ciliar do Rio das Mortes no brejinho (foto).

Esse é o típico problema que incomoda e muito a população e que tem conseqüências nefastas para a saúde. Justamente na época do ano em que as pessoas ficam mais sensíveis às alergias e problemas respiratórios, a fumaça decorrente das queimadas potencializa todos esses problemas. As queimadas são cruéis também para o meio ambiente, pois destroem a vegetação, empobrecem os solos no longo prazo, matam insetos e animais e contribuem para o agravamento da questão climática na cidade e no mundo.

De forma paradoxal, apesar de todos os transtornos, esse é também um problema silencioso. Muito pouco ou quase nada se ouve falar das queimadas em nossa imprensa ou por parte de nossas autoridades, ainda que nas redes sociais o problema tenha começado a aparecer com frequência. Não existe nenhum tipo de controle ou política para se evitar as queimadas, nenhuma fiscalização e nenhuma punição para os culpados. Esse estado de coisas precisa mudar. É chegada a hora de se ter atenção especial ao meio ambiente e ao ordenamento da cidade, enfrentando as raízes do problema, tais como o lixo, o mato e a cultura e responsabilizando aqueles que tanto mal geram com a inconsequência das queimadas. Uma cidade que pega fogo sem se preocupar não ajuda em nada a construir o Brasil e o mundo.

Anúncios

Obrigado pelo seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s