A Gincana não pode morrer

gincanaLá se foi mais um mês de julho, mais um ano sem Gincana. A cada ano que passa sem que a Gincana seja realizada, perdemos a chance de mobilizar, educar e transmitir valores para as novas gerações. No participar de uma gincana os jovens e os adultos têm a oportunidade de desenvolver suas habilidades, aprendendo a negociar, administrar, competir, ganhar e perder. A Gincana reforça também o senso de cooperação e solidariedade. A imagem de uma sociedade onde seus jovens mais perspicazes ajudam seus idosos mais vulneráveis confere um significado profundo e especial a esse evento. A Gincana já se tornou um verdadeiro patrimônio cultural da cidade e, por isso, não pode morrer.

Não se trata de encontrar culpados ou de olhar com remorso para o passado. Sem dúvidas, todos aqueles que um dia estiveram envolvidos na gincana, entre erros e acertos, tiveram o mérito e a coragem de terem tentado. Resgatar a Gincana de seu interregno exige de nós a capacidade de olhar para o futuro e vislumbrar novas possibilidades para a reinvenção ou atualização do atual modelo. Algumas questões precisam ser levantadas para que seja possível avançar. Como promover a participação de gincaneiros tradicionais e novos ? Como tornar a Gincana mais atrativa? Como integrar as novas tecnologias à realidade da Gincana? Como competir (ou cooperar) com um calendário de julho repleto de eventos? Como melhorar as provas? Como melhorar a filantrópica? Vale a pena realizar a Gincana de forma anual, inclusive em anos de Copa do Mundo? Como resgatar a história da Gincana e estabelecer uma continuidade? Qual o papel dos poderes públicos? Qual o papel da imprensa (rádio, jornais)?

A resposta a essas e outras perguntas pode nos dar um norte para a revitalização da Gincana. Todos aqueles que um dia participaram desse universo de competição e solidariedade sabem de sua importância e têm uma concepção muito própria sobre seu funcionamento e sobre as possibilidades de melhoria. Por isso é tão importante debater e discutir. Que o período sem Gincana sirva para uma reflexão coletiva e profunda e que este espaço seja útil para o início deste debate. Que em 2015 tenhamos a Gincana de volta!

Anúncios

Obrigado pelo seu comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s